quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A festa do vinho no Brasil

Prepare-se para a vindima, a festa da colheita da uva na serra gaúcha. Dos vinhedos às taças, passando pelo escurinho das adegas, um mergulho no mundo do vinho
Divulgação
Com avental e chapéu, o visitante colhe as uvas nos parreirais


O verão é uma das melhores épocas para visitar o Vale dos Vinhedos (veja mais sobre a rota dos vinhos), no Rio Grande do Sul. Depois de um ano de muitos cuidados, é chegado o momento da colheita da uva, a vindima, celebrada com muita festa.
De janeiro a março, as vinícolas da charmosa cidade de Bento Gonçalves (veja as atrações da cidade) abrem suas portas para visitas. Dá para acompanhar todo o processo de fabricação da bebida, colher as uvas nos parreirais e até se divertir ao pisotear as frutas em barris. E é claro, apreciar os bons vinhos produzidos na maior região vitivinícola do País.



Casa Valduga

Flickr/Lethaargic

Dá até para se sentir como os antigos imigrantes italianos. O dia começa bem cedinho com a tradicional colazione, um farto café da manhã com guloseimas como grostoli, fortaia com salame e polenta brustolada.
Depois da apresentação de um coral italiano, é hora de seguir para os vinhedos. Munido de avental, chapéu e britola, um tipo de canivete, o visitante colhe os frutos nas parreiras. Pausa para mangiare, que sempre faz bem. O típico almoço na adega inclui bigolli ao molho pesto e vitela, com direito a vinhos e espumantes.
Em cima do dindin, como são chamados os tratores, o visitante conhece toda a propriedade e acompanha o processo de fabricação da bebida. Pode até arregaçar as calças para esmagar as uvas com os pés nos grandes tonéis de madeira.
À noite, mais comilança. O jantar é servido embaixo dos parreirais. No cardápio, tortelone ao molho pesto, radicci com panceta e costelão - tudo acompanhado por uma boa taça de vinho.
Telefone: (54) 2105-3122
Preço: R$ 255,00 por pessoa, com refeições, CD com fotos e livro
Datas: 29 de janeiro, 5, 12, 19 e 26 de fevereiro, 5, 7 e 12 de março


Pizzato


Divulgação

Nada melhor do que percorrer a fazenda com quem entende do assunto. Pois é o proprietário Plínio Pizzato quem acompanha os visitantes, explicando todo o processo da viticultura, do cuidado no plantio das uvas até o amadurecimento do vinho nos tonéis da adega. E ele ensina ainda como colher os cachos de uvas nos parreirais.
Mas a diversão é pisar as uvas nos barris, do mesmo jeitinho que faziam os imigrantes italianos que chegaram à região no século 19. Na degustação de vinhos finos, os enólogos dão dicas de como identificar os aromas e apreciar melhor a bebida. E para terminar, um almoço harmonizado com vinhos e espumantes produzidos ali mesmo.
Agora se a ideia é um passeio romântico, escolha o piquenique sob a sombra dos vinhedos. A cesta vem recheada de queijos, pães, biscoitos, frutas e chocolates. E, é claro, algumas garrafas de vinho.
Telefone: (54) 3459-1155
Preço: O Dia na Colheita custa R$ 135. O Piquenique nos Vinhedos sai por R$ 85.
Datas: O Dia na Colheita ocorre todos os sábados de 12 de fevereiro a 19 de março, incluindo domingo e segunda-feira de carnaval. O Piquenique acontece diariamente.




Miolo

Flickr/Aninha Fiks
A bebida envelhece durante meses em tonéis de carvalho, no escurinho das caves

Se você nem faz ideia do que seja bouquet, aromas ou notas de um vinho, não se preocupe. O wine day é uma verdadeira aula com sommeliers experts no néctar de Baco. E no fim, você recebe até um certificado, atestando que já sabe diferenciar uma coisa da outra.
Primeiro, os alunos conhecem os vinhedos, onde colhem as uvas. De lá, seguem para a cantina para acompanhar a chegada de caminhões lotados de cachos, onde os frutos são separados, esmagados em um processo mecânico e levados aos tanques de fermentação. Em seguida, vão até as caves de envelhecimento, onde a bebida permanece em grandes barris durante meses.
Para entender cada fase de elaboração da bebida, eles participam de degustação que vai desde o mosto de uva até o vinho mais evoluído. Para encerrar, um almoço típico com sopa de capeletti e carne lessa, embalado por canções italianas e muitos brindes.
Telefone: (54) 2102-1574
Preço: R$ 150 com almoço incluído
Datas: Dia 12 de fevereiro para aulas de vinhos brancos e espumantes. Dia 5 de março para vinhos tintos.


 Fonte: Mônica Cardoso, especial para o iG São Paulo - www.turismo.ig.com.br

Nenhum comentário: