terça-feira, 30 de novembro de 2010

As 11 estradas mais incríveis do Brasil

O Brasil possui pouco mais de 1,7 milhões de quilômetros de estradas. Descubra as que percorrem os melhores cenários e pé na estrada
por Fernanda Castello Branco - iG


                                                                                   Flickr/Diego Torres Silvestre

Praia de Ubatuba (SP) vista da estrada Rio-Santos
Apenas 10% dos pouco mais de 1,7 milhões de quilômetros de estradas brasileiras são pavimentadas, segundo dados do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT). Isso já reduz bastante as possibilidades de viagens em estradas com estrutura de boa qualidade.
Para aqueles que adoram viagens de carro, selecionamos as que atravessam os mais belos cenários do País. De sáfari pantaneiro, na Transpantaneira, passando por verdadeiras viagens ao passado, na Estrada Real e na Graciosa, até a rodovia situada a 1.467 metros de altitude que corta a Mata Atlântica, escolha sua paisagem preferida e pé na estrada.

RIO-SANTOS (BR-101)Onde: Rio de Janeiro-São Paulo

Flickr/Tharso Vieira
A Rio-Santos é considerada a estrada mais bonita do Brasil
Como chegar: acesso pela Avenida Brasil, no Rio de Janeiro (RJ).
Locadora de veículos: Express Rent a Car
Veículo mais apropriado: a viagem pode ser feita com qualquer carro de passeio.

"E na estrada de Santos, você vai me conhecer": a Rio-Santos foi imortalizada na canção de Roberto Carlos e é considerada por muitos a rodovia brasileira mais bonita para se percorrer de carro. Mesmo havendo outras opções de acesso ao litoral norte paulista, ela continua a oferecer a vista mais bonita e inesquecível, com as montanhas e o mar ao fundo.
Com 457 quilômetros de extensão, a Rio-Santos tem seu marco zero em Santos. Mas, apesar do nome, a rodovia não leva à região urbana da cidade portuária, já que a extremidade fica na parte continental de Santos. Já na cidade de Bertioga, a pouco mais de 100 quilômetros de São Paulo, fica o início da Costa Caiçara. O primeiro trecho, conhecido como complexo SP-55/BR-101 (trechos estadual e federal), tem retas mais longas e passa por praias famosas, como Boraceia, Jureia e Juquehy. Destinos turísticos famosos como Guarujá, Ilhabela, Ubatuba, Paraty e Angra dos Reis são acessados pela Rio-Santos.

SERRA DO RIO DO RASTRO (SC-438)
Onde: Santa Catarina

SXC

Cheia de curvas sinuosas, a SC-438 desce a Serra do Rio do Rastro
Como chegar: acesso por Bom Jardim da Serra (SC).
Locadora de veículos: Inova
Veículo mais apropriado: o carro precisa ser bem estável, mas não há nenhuma recomendação específica.
Entre Bom Jardim da Serra e Lauro Muller, cidades da serra catarinense, a estrada desce a Serra do Rio do Rastro, em um percurso de 35 quilômetros muito bonito, mas bem perigoso. Muitas curvas fechadas fazem parte do cenário na SC-438 e, durante o inverno, uma fina camada de gelo pode cobrir a pista estreita.
No trajeto feito na SC-438, a uma altitude de 1.467 metros, há alguns quiosques para quem quiser descer e admirar a bela paisagem coberta pela mata Atlântica.

ESTRADA REALOnde: Minas Gerais

Flickr/Ricardo Moraleida
A Estrada Real é formada por caminhos abertos no século 17
Como chegar: sai de Ouro Preto rumo ao Rio de Janeiro, passando por Barbacena, Juiz de Fora e Petrópolis.
Locadora de veículos: Localiza
Veículo mais apropriado: qualquer carro pode fazer os destinos da Estrada Real seguindo as rodovias BR-040, BR-120 e BR-259.
Estrada histórica, a Estrada Real é formada por caminhos abertos no século 17, durante o ciclo da mineração, para escoar a produção de ouro e diamantes de Minas Gerais até Paraty e Rio de Janeiro. Os mais de 1,6 mil quilômetros do roteiro podem ser conhecidos de bicicleta, a pé, a cavalo ou de carro. Uma dica são os 515 quilômetros do chamado Caminho Novo. Eles são os mais novos da Estrada Real. Do Porto de Estrela, em Magé, até Ouro Preto, ele liga Minas Gerais ao mar da capital fluminense. Túneis, chafarizes e fazendas que foram transformadas em confortáveis meios de hospedagem fazem parte da paisagem típica dos séculos 18 e 19.
Fãs de ecoturismo e turismo de aventura estarão bem servidos ao fazerem o Caminho Novo da Estrada Real. Entre as atrações estão o Parque Estadual do Ibitipoca, em Lima Duarte (MG), e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, que ocupa parte do território de Petrópolis (RJ).

ESTRADA DA GRACIOSA (PR-410)
Onde: Paraná


Flickr/Vitor Hirota
Ônibus e caminhões são proibidos na Estrada da Graciosa
Como chegar: a viagem começa em Curitiba (PR) rumo às cidades de Antonina e Morretes.
Locadora de veículos: Referência Locadora de Veículos
Veículo mais apropriado: Carros pequenos, que podem ser estacionados nos acostamentos com mais facilidade, já que o passeio conta com sete mirantes para que os visitantes apreciem a paisagem.
Ônibus e caminhões são proibidos. Tudo para se conservar ao máximo esses 33 quilômetros de estrada, com sua aura de século 19 – até os paralelepípedos e pedras lisas da época foram mantidos. A Estrada da Graciosa foi inaugurada em 1873, e sai de Curitiba até Morretes, litoral do Paraná, seguindo pela serra do Mar e atravessando o trecho mais intacto de Mata Atlântica do Brasil.
O ideal é fazer a viagem sem pressa alguma, para admirar a bela paisagem. A beleza é tanta que, no caminho, o turista vai encontrar sete mirantes batizados de recantos (Vista Lacerda, Rio Cascata, Grota Funda, Bela Vista, Curva da Ferradura, Mãe Catira e São João da Graciosa), todos com vista para a baía de Paranaguá. A Estrada da Graciosa também limita dois importantes parques estaduais: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange.

TRANSPANTANEIRA (MT-060)

Onde: Mato Grosso


Flickr/Sarah and Lain
Vacas na Transpantaneira: viagem é um safári no Pantanal
Como chegar: por Poconé, a 102 quilômetros de Cuiabá, por via asfaltada.
Locadora de veículos: SAL Locadora de Veículos
Veículo mais apropriado: como se trata de um safári pantaneiro, o ideal é um veículo 4x4.
É uma viagem de 145 quilômetros, ligando Poconé a Porto Jofre, recomendada apenas para aventureiros de plantão e que deve ser feita de dia. O que antes era apenas uma estrada de terra atravessando uma planície alagável virou uma boa opção de viagem por terra para os turistas que visitam o Mato Grosso, especialmente entre junho e outubro, época da seca, quando os bichos ficam nas áreas alagadas ao lado da pista. Mas, na verdade, a Transpantaneira nunca foi concluída. O que era para ter sido um símbolo do progresso, unindo o Pantanal ao Sudeste do Brasil, serve atualmente a uma espécie de safári pantaneiro.
Uma característica da Transpantaneira faz dela um passeio ainda mais curioso: ela tem 125 pontes de madeira sobre rios e áreas alagáveis, o que a torna a estrada com o maior número de pontes do mundo. Trilhas de aventuras interligando fazendas são feitas por lá. Os mais apressadinhos não vão gostar da viagem, afinal o limite de velocidade rigoroso é de apenas 60 quilômetros por hora.

MACEIÓ-MARAGOGI (AL-101)
Onde: Alagoas
Como chegar: a viagem começa em Maceió, rumo a Maragogi.
Locadora de veículos: Sulcar
Veículo mais apropriado: a viagem não é muito longa e a estrada não apresenta muitos problemas. Qualquer carro de passeio dá conta do recado. Se quiser apreciar ainda mais as belezas do litoral alagoano e puder ir em um conversível, prepare-se: o vento é bem forte.
A uma hora e meia ao norte de Maceió (125 quilômetros de estrada), Maragogi enche os olhos dos apaixonados por praia e belas paisagens naturais e é o destino para quem começa essa viagem pela AL-101, estrada que atravessa todo o litoral alagoano. Com 22 quilômetros de praia, Maragogi tem oito praias deslumbrantes: Peroba, Dourado, Ponta de Mangue, Antunes, Barra Grande, Bugalhau, Maragogi e São Bento.
Bem no meio da chamada Costa Dourada, a região também é meio caminho para quem vai a Recife. Entre as belezas apreciadas durante a viagem, uma das atrações é a praia de Sonho Verde, entre Paripueira e Barra de Santo Antônio, com restaurante e lojas de artesanato. Entre Matriz de Camaragibe e Porto Calvo, é preciso cuidado redobrado, pois algumas curvas são bem fechadas. Entre Camaragibe e Maragogi, as paisagens ficam ainda mais bonitas, com a estrada passando ao lado do mar. Bem ao lado mesmo!

LINHA VERDE (BA-099)Onde: Bahia

SXC
Praia do Forte, em Mata de São João, onde começa o trecho Linha Verde
Como chegar: a viagem começa em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador (BA).
Locadora de veículos: Avic
Veículo mais apropriado: sem recomendação específica. A viagem pode ser feita com qualquer modelo de carro de passeio.
É conhecido como Linha Verde um dos trechos da BA-099, rodovia estadual na Bahia que liga Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, às praias do litoral norte, e com fim na divisa da Bahia com Sergipe. O trecho Linha Verde vai de Praia do Forte, em Mata de São João, até Mangue Seco, em Jandaíba, já na fronteira com Sergipe. A outra parte da BA-099, a primeira, é conhecida como Estrada do Coco, e vai do Aeroporto Internacional de Salvador até a Praia do Forte.
A estrada de 217 quilômetros foi duplicada há pouco tempo e há cobrança de pedágio, perto da entrada para Camaçari. Pela BA-099 é possível chegar a outros grandes pontos turísticos da região conhecida como Costa dos Coqueiros, como Arembepe, Praia do Forte, Imbassaí, Sítio do Conde e Sauípe.

VIA-SERRANA (BR-116)

Onde: Rio Grande do Sul e Santa Catarina


Sabrina Schuster
Via-Serrana, no caminho que leva até a cidade de Nova Petrópolis
Como chegar: acesso por Porto Alegre (RS).
Locadora de veículos: Autosul
Veículo mais apropriado: qualquer carro de passeio, sem nenhuma recomendação específica de modelo.
Via-Serrana é a denominação regional para a BR-116, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Ela é a principal e maior rodovia do Brasil totalmente pavimentada, começando em Fortaleza (CE) e se estendendo até Jaguarão (RS), já na fronteira com o Uruguai, em um total de 4.385 quilômetros.
No Rio Grande do Sul, a Via-Serrana liga importantes cidades do Estado, como a capital Porto Alegre, Nova Petrópolis, Pelotas e Caxias do Sul. O caminho entre a capital gaúcha e Nova Petrópolis é conhecido como Rota Romântica, por ter paisagens bucólicas, com vales e cidades pequenas e lindas, como Morro Reuter e Picada Café.

ESTRADA PARQUE - ILHEÚS/ITACARÉ (BA-001)
Onde:
Bahia

SXC
Viagem pela Estrada Parque começa em Itacaré
Como chegar: a viagem começa em Itacaré, a 455 quilômetros de Salvador (BA).
Locadora de veículos: BR Brasil
Veículo mais apropriado: um carro onde caiba a sua bicicleta é o ideal, já que a estrada tem ciclovias em alguns trechos. Vale parar e dar uma volta pelos 15 quilômetros com estrutura e segurança para os ciclistas.
A viagem entre Ilhéus e Itacaré tem apenas 65 quilômetros, mas esbanja belezas naturais. Os mais animados podem aumentar o tempo de viagem, fazendo trilhas em áreas remanescentes de Mata Atlântica nordestina, ou ainda visitar algumas praias desertas e paradisíacas. Concluída em 1998, a estrada foi a primeira do Brasil a ter controle ambiental durante toda as fases da obra.
Os ciclistas têm tudo para adorar a Estrada Parque, já que ela oferece dois trechos de ciclovia: um deles, logo na saída de Ilhéus, tem nove quilômetros e termina na entrada para a Lagoa Encantada; o outro trecho tem apenas seis quilômetros, saindo de Itacaré. Passarelas também podem ser vistas ao longo da estrada.

ROTA DO SOL - NATAL/PRAIA DE PIPA (RN-063)
Onde: Rio Grande do Norte


Secretaria de Turismo do RN
Praia de Ponta Negra, zona sul de Natal, onde começa a Rota do Sol 
Como chegar: acesso pela zona sul de Natal (RN).
Locadora de veículos: AM Locadora de Veículos
Veículo mais apropriado: carros maiores são recomendados, já que muitos animais podem, inesperadamente, cruzar a pista.

Conhecida também como Rota do Sol, a RN-063 começa na zona sul de Natal, na Praia de Ponta Negra, e passa pelas praias de Cotovelo, Pirangi, Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta. O nome Rota do Sol é mais do que apropriado, já que a estrada interliga muitas das belas praias do litoral potiguar. Apesar das belezas que se vê no caminho, alguns trechos pedem maior atenção, já que não são tão bem sinalizados e são mais estreitos. Outro problema: animais podem, inesperadamente, cruzar a pista. 
Quem está indo para Pirangi, no litoral sul do Rio Grande do Norte, tem que fazer uma parada obrigatória para conhecer o maior cajueiro do mundo. Com mais de 100 anos, a árvore ocupa uma área de 8400 metros quadrados, o que a levou ao Guinness Book (Livro dos Recordes). O famoso cajueiro fica na beira da estrada, a apenas 28 quilômetros de Natal.


PETRÓPOLIS-SANA (BR-495)
Onde: Rio de Janeiro

Como chegar: acesso por Petrópolis (RJ).
Locadora de veículos: Express Rent a Car
Veículo mais apropriado: qualquer carro de passeio, sem nenhuma recomendação específica de modelo.
Conhecida como a Estrada das Hortências, a BR-495 liga duas das mais badaladas cidades da região serrana do Rio de Janeiro: Teresópolis e Petrópolis, chegando também a outras localidades, como o belo e pacato lugarejo Sana, na Serra de Macaé.
O percurso de 184 quilômetros é feito de Petrópolis até Sana, com destaque para o trecho entre Itaipava e Teresópolis, de onde se avistam muitos vales e a Serra dos Órgãos. Uma paradinha também em Nova Friburgo é quase obrigatória. A atenção tem que ser redobrada porque são muitas as curvas e a estrada não tem acostamento.


www.turismo.ig.com.br

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Fortaleza Ceará Brasil Turismo

links importantes para o trade turístico


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Tempo Compartilhado: Cores e aromas para inspirar os sentidos: "Gramado - Um dos maiores atributos de Gramado é a sua capacidade de se reinventar enquanto destino turístico. Frequentemente novos empreend..."
Tempo Compartilhado: Os melhores spas da Europa: "Dior Institut Localizado no hotel Plaza Athénée, em Paris, o spa conta com hammam, sauna e espaço fitness. Um dia no inst..."
Tempo Compartilhado: La Caceria - Restaurante Gramado / RS: "O restaurante La Caceria é especializado em caças nobres. Num ambiente sofisticado e acolhedor são preparadas especialidades com carne de..."
Tempo Compartilhado: Reflexões sociológicas sobre a hospitalidade: "Por WALTER PRAXEDES Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo e professor de ..."

Os restaurantes com as melhores vistas do mundo

Paris, Florença, Los Angeles, Liverpool: conheça os restaurantes com as melhores panorâmicas do mundo e faça uma refeição nas alturas
Fernanda Castello Branco - iG

Não basta um menu que agrade ao paladar. E para a maioria dos clientes, a maior atração jamais chegará à mesa. Ela está, justamente,  do lado de fora do restaurante. São paisagens incríveis, urbanas ou naturais. Seja do alto de prédios, em metrópoles, ou em lugares aconchegantes, selecionamos os restaurantes com as melhores vistas panorâmicas do mundo. Escolha o seu cenário e bom apetite!


ÁUSTRIA
Das SchickEm Viena

Divulgação
Restaurante em Viena fica no 12º andar e garante bela vista
O cardápio sempre oferece quatro opções de pratos no menu principal, com especialidades austríacas e espanholas. Como pano de fundo,  uma vista panorâmica do 12º andar de um prédio em Viena, na Áustria. O resultado? Enquanto degusta as delícias do cardápio do Das Schick, o visitante tem ao alcance dos olhos um mar de telhados, cúpulas de igrejas e torres. Em dias claros, é possível avistar até a montanha Schneeberg, no extremo sul de Viena. 
Horário de funcionamento: todos os dias, das 12h30 às 15h, e das 18h às 22h30.
Média de preço: o menu principal custa 52 euros por pessoa, sem bebidas.
Reservas online? Sim.
Mais informações no site oficial.



ESTADOS UNIDOS
The Sun Dial Em Atlanta

Divulgação
Final de tarde no The Sun Dial, a 723 metros do chão, em Atlanta
Um passeio de 85 segundos, em um dos elevadores de vidro, leva o visitante a 723 metros de altura. O restaurante The Sun Dial, no 73º andar, tem como cenário externo a cidade de Atlanta, capital da Geórgia. O local abre para brunch, almoço e jantar, com jazz ao vivo. No cardápio, duo de alimentos grelhados e sopa, além de deliciosas sobremesas. O cardápio pode ser conferido na internet.
Horário de funcionamento: restaurante – de segunda a sábado, das 11h30 às 14h30, quinta-feira, das 18 às 22h, sexta-feira, das 18 às 23h, sábado, das 17h30 às 23h, e domingo, das 11h30 às 14h30; bar – de segunda a sexta, das 16h até o último cliente, sábado, das 14h até o último cliente, e domingo, das 14h às 23h30.
Média de preço: entradas por US$ 7,95; pratos principais de US$ 12,95 a US$ 20,95; sobremesas a US$ 8.
Reservas online? Sim.

YamashiroEm Los Angeles 

Divulgação
Yamashiro: restaurante asiático oferece vista de Los Angeles
O ambiente interno remete à Àsia, mas a paisagem externa não deixa a menor dúvida de que você está em Los Angeles. Uma bela vista panorâmica da cidade é uma das atrações do Yamashiro. No cardápio, uma mistura que foi batizada pelos donos de “CalAsian”: destaque para os clássicos da cozinha asiática.
Horário de funcionamento: domingo, das 17 às 21h45; de segunda a quinta, das 17h30 às 21h45; sexta, das 17h30 às 22h45; e sábado, das 17 às 22h45.
Média de preço: US$ 40 por pessoa.
Reservas online? Sim.
Mais informações no site oficial.

WestEm Los Angeles

Divulgação
O West, em Los Angeles, tem vista e música ao vivo
Outra opção, também em Los Angeles, é o West, uma churrascaria italiana. Além da belíssima vista, a fama do restaurante, localizado no Hotel Angeleno, vem de seus grelhados, massas e risotos, além das saladas frescas e deliciosas sobremesas. Todos os dias, o cliente pode escolher três opções de combinados, que incluem entrada, prato principal, sobremesa e um vinho. Há música ao vivo com uma programação bem eclética, que vai do jazz contemporâneo ao funk, além de DJs tocando músicas latinas. É possível conferir a programação musical na internet.
Horário de funcionamento: almoço – diariamente, das 11 às 14h; jantar – domingo, das 18 às 21h, de segunda a quinta, das 18 às 22h, e às sextas e sábados, das 18 às 23h.
Média de preço: US$ 35 por pessoa.
Reservas online? Sim.

MaximiliemEm Seattle

Divulgação
Restaurante especializado em frutos do mar tem bela vista em Seattle
Do Maximiliem aprecia-se a Baía Elliot, montanhas do oeste de Seattle, além de um pôr-do-sol espetacular. O cenário deslumbrante pode ser contemplado de dentro do restaurante ou do deck, aberto da primavera até o final de setembro. No cardápio, os destaques são frutos do mar.

Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 11h30 às 14h, e das 17 às 21h; sextas e sábados, das 11 às 22h; e aos domingos, das 10 às 21h.
Média de preço: US$ 50 por pessoa.
Reservas online? Sim.

FRANÇA

Le Ciel de ParisEm Paris

Divulgação
Do 56º andar de uma torre, Paris é avistada em ambiente charmoso

O elevador sobe até o 56o andar da torre e, em apenas 38 segundos, o visitante chega ao restaurante mais alto da Europa, a 200 metros de altura. Localizado no topo da Torre Montparnasse, exibe uma das três mais belas vistas de Paris: 180 graus sobre a capital francesa, com direito a seu mais afamado cartão-postal: a Torre Eiffel.

O salão é confortável e elegante, combinando modernidade com toques dos anos 70. As mesas são colocadas de forma a garantir uma posição privilegiado a todos os clientes. No cardápio, pratos clássicos da cozinha francesa.

Horário de funcionamento: o restaurante fica aberto diariamente, das 8h30 às 23h; o American Bar fica aberto até 1h.
Média de preço: 85 euros por pessoa, já com a taxa de serviço incluída.
Reservas online? Sim.

GRÉCIA

Cosmos RestaurantEm Creta

(Divulgação)
Pratos da cozinha grega e mediterrânea estão no cardápio do Cosmos
Deliciosos pratos inspirados na cozinha grega e mediterrânea e uma grande variedade de vinhos e conhaques são atrativos do Cosmos Restaurant, em Creta, aberto desde 2003. Enquanto agrada ao paladar, o visitante contempla a deslumbrante vista, acessível todos os dias a partir das 17h.
O restaurante possui dois ambientes: um interno e o terraço, muito disputado por aqueles que querem conferir a paisagem bem de pertinho.
Horário de funcionamento: todos os dias, a partir das 17h.
Média de preço: o menu não está disponível no site.
Reservas online? Sim.

INGLATERRA
Panoramic RestaurantEm Liverpool

Divulgação
Restaurante em Liverpool ocupa o 34º andar de um prédio
Quer ver o berço dos Beatles do alto? O Panoramic Restaurant, em Liverpool, não é barato, mas tem uma bela vista da cidade natal da banda mais famosa do mundo. O ambiente, requintado e charmoso,  ocupa o 34º andar de um prédio. Entre as opções do cardápio, um menu degustação, com pratos que variam de frutos do mar até carnes de coelho e cordeiro.
Nome do local: Panoramic Restaurant.
Horário de funcionamento: almoço - todos os dias, das 12 às 14h15; jantar – todos os dias, das 18 às 21h30; o bar abre todos os dias a partir das 11h, servindo lanches e petiscos das 12 às 18h.
Média de preço: menu de degustação a US$ 88,80 por pessoa ou a US$ 129 por pessoa, com vinhos incluídos.
Reservas online? Sim.

ITÁLIA
Terrazza BrunelleschiEm Florença 

(Divulgação)
Restaurante no quinto andar de hotel exibe a beleza de Florença
O hotel Baglioni tem dois bares e três restaurantes, cada um com características diferentes. O mais procurado pelos apreciadores de vistas panorâmicas fica no quinto andar, bem acima do nível dos telhados de tijolos vermelhos.
Trata-se do Restaurante Panorâmico Terrazza Brunelleschi, do qual é possível apreciar a cúpula da Santa Maria del Fiore tão de perto que se tem a sensação de poder tocá-la.
Nome do local: Terrazza Brunelleschi.
Horário de funcionamento: abre para o almoço e para o jantar.
Média de preço: o menu não é fornecido no site.
Reservas online? Sim.

Les EtoilesEm Roma

Divulgação
Paisagem do Les Etoiles é muito usada como locação na capital italiana
A paisagem é tão deslumbrante que o Restaurante Les Etoiles, no terraço do Garden Hotel, é bastante procurada por empresas de produção cinematográfica que desejam captar imagens preciosas de Roma, como a cúpula de São Pedro, no Vaticano, e as colinas ao redor da cidade.
No final da tarde, o restaurante, que oferece pratos da gastronomia italiana e internacional, é point dos que querem conferir o pôr-do-sol romano, com suas variações de cores, do tradicional laranja e vermelho até o exótico roxo.
Nome do local: Restaurante Les Etoiles.
Horário de funcionamento: todos os dias, das 12h30 às 14h30, e das 19 às 22h30.
Média de preço: o menu não é fornecido no site.
Reservas online? Somente para hospedagem no hotel.

PORTUGAL
Restô do ChapitôEm Lisboa

Divulgação
O Restô do Chapitô fica ao redor das muralhas do Castelo de São Jorge
Um lugar charmoso e com a peculiaridade de estar integrado a um espaço cultural que leva o mesmo nome. O Restô do Chapitô, com cozinha internacional, fica ao redor das muralhas do Castelo de São Jorge, cartão-postal de Lisboa. Salta aos olhos belos pontos da capital portuguesa e do Tejo.
No espaço Chatô há cursos de circo, dança, biblioteca. Por esta ligação com as artes, não vai ser difícil almoçar ao som de música ao vivo ou de alguma apresentação teatral.
Nome do local: Restô do Chapitô.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12 às 15h, e das 19h30 às 2h; sábado e domingo, das 19h30 às 2h.
Média de preço: 30 euros por pessoa.
Reservas online? Não.

Portucale
Em Porto


Divulgação
Localizado no 14º andar, restaurante oferece bela vista do Porto
O Portucale fica no 14º andar do Edifício Miradouro, tem decoração requintada, com tapeçaria nas paredes e móveis dos anos 50, e a mais deslumbrante vista panorâmica do Porto. Mar, rio e montanhas compõem a bela paisagem.

Uma característica do Portucale é que, dependendo do prato, ele é feito na frente dos clientes. Completando as delícias, os doces de confecção própria e uma extensa carta de vinhos.
Horário de funcionamento: todos os dias, das 12h30 às 14h30, e das 19h30 às 23h.
Média de preço: cerca de 40 euros por pessoa.
Reservas online? O site do restaurante está em manutenção.


MonserrateSintra

Divulgação
Monserrate fica no Tivoly Sintra Hotel, com vista para a serra
Localizado dentro do Tivoly Sintra Hotel, o restaurante Monserrate exibe vista panorâmica da encosta da Serra de Sintra e de seus belos palácios. Com capacidade para 100 pessoas, o local conta também com um Bar Panorâmico, localizado no hall aberto e com capacidade para apenas 20 clientes.
A cozinha do Monserrate é nacional e internacional à la carte. São servidas todas as refeições no local, do café da manhã ao jantar.
Horário de funcionamento: todos os dias, das 7 às 10h30, das 12h30 às 15h, e das 19h30 às 22h. O bar panorâmico funciona todos os dias das 11 às 24h.
Média de preço: 40 euros por pessoa.
Reservas online? Sim.

REPÚBLICA TCHECA
Zlatá PrahaPraga

Divulgação
O Zlatá Praha nem fica em um lugar tão alto, mas a vista é linda
O restaurante Zlatá Praha fica localizado no hotel Intercontinental, em Josefov, no topo do edifício. A vista nem é tão alta, mas impressiona  mesmo assim. Entre as belezas que podem ser "degustadas" estão a maioria das 600 torres espalhadas por Praga. Jantares à luz de velas, com música de piano ao vivo, são uma boa dica para os mais  românticos. O cardápio destaca os clássicos da gastronomia tcheca, assim como pratos internacionais, tanto no jantar quanto no brunch, aos domingos.
Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 18 às 23h30; domingo, das 11 às 15h (brunch), e das 18 às 23h30. Música ao vivo (piano) todos os dias, das 19 às 23h, e aos domingos, das 11 às 15h.
Média de preço: o menu não está disponível no site.
Reservas online? Somente para hospedagem no hotel.

SUÍÇA
Uto KulmUetliberg/Zurique

Divulgação
Restaurante Uto Kulm fica a 871 metros acima do nível do mar 
Uma vista sobre a cidade de Zurique e para além dos Alpes, a 871 metros acima do nível do mar. Isso pode pode feito diretamente do jardim de inverno La Bellezza, do restaurante Uto Kulm. No menu, especialidades de Zurique, peixes e carnes, além de refeições vegetarianas e iguarias sazonais.
Horário de funcionamento: todos os dias, das 8 às 24h.
Média de preço: pratos principais variando de US$ 32 a US$ 79.
Reservas online? Sim.

BRASIL
Terraço ItáliaSão Paulo

Divulgação
Piano Bar do Terraço Itália: vista da capital mais cosmopolita do Brasil
Na cozinha, clássicos da gastronomia italiana. Como vista, a maior cidade do Brasil, a 160 metros de altura. Se no almoço o Terraço Itália é reduto de executivos, à noite ele é point de casais apaixonados e de famílias. O restaurante possui quatro ambientes: Piano Bar, Sala Nobre, Sala Panorama e Sala São Paulo.
Horário de funcionamento: para almoço – de segunda a sexta, das 12 às 15h, aos sábados, domingos e feriados, das 12 às 16h; jantar com piano – de segunda a quinta, das 19 às 24h, às sextas e sábados, das 19 à 1h, aos domingos, das 19 às 24h; jantar dançante – de terça a sábado, das 21 às 2h; piano bar – de segunda a quinta, das 15 às 24h, às sextas e sábados, das 15 à 1h, e aos domingos, das 12 às 23h. Média de preço: entradas de R$ 36 a R$ 42; pastas e risotos de R$ 73 a R$ 79; carnes de R$ 65 a R$ 96; peixes de R$ 82 a R$ 150; sobremesas a R$ 22.
Reservas online? Sim, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 9 às 17h. Reservas em outros dias e/ou horários devem ser feitas pelo telefone (11) 2189-2929.

* preços pesquisados em novembro/2010
* consulte os restaurantes para saber a disponibilidade de vagas, possíveis taxas extras e formas de pagamento