segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Tempo compartilhado avança a pasos largos no Brasil


Enquanto a indústria do turismo registrou crescimento de 7% no ano passado em relação ao ano anterior, a venda de pacotes de hospedagem pelo sistema de tempo compartilhado - o chamado time share - tem acréscimo de 13,5%. Se a comparação envolver cifras, o avanço chega a 20%, com movimento total de R$ 120 milhões, segundo o Grupo RCI, líder global neste segmento.
Este é o canal de distribuição que mais cresce na hotelaria nacional. De acordo com o Grupo RCI, o número de famílias brasileiras com pacotes de time share já ultrapassa as 40 mil. Em 2007, foram vendidas mais de 6 mil semanas neste sistema, com um dado curioso - 191 foram adquiridas por estrangeiros.
"O tempo compartilhado tem custos até 40% menores do que a tarifa de balcão e as diárias são pagas em moeda local", ressalta Alejandro Moreno, diretor geral da empresa no Brasil. Pelo sistema, a família adquire diárias de um empreendimento hoteleiro, que equivale a direitos de uso de hospedagem de uma ou mais semanas - válidos por um determinado período. Com os serviços do RCI, ele pode trocar suas semanas por outras em um dos 4.200 resorts afiliados no mundo todo, pagando apenas uma taxa de intercâmbio.

"Recentemente, a Fundação Getúlio Vargas divulgou os números de uma pesquisa que revela um aumento de 10% no preço de hospedagem no País nos últimos 12 meses. Algo que não se reflete no tempo compartilhado, que isenta o proprietário de eventuais reajustes ou oscilações de preço", avalia. 


www.viajenanet.blogspot.com

Nenhum comentário: