sábado, 28 de agosto de 2010

Jatos muito particulares

Tecnologia, estilo e liberdade transformam os jatos executivos em escritórios voadores

                                                 Texto: Amadeo Gattieri - iG São Paulo

Os guias de customizações dos jatinhos têm dezenas de páginas onde se pode escolher desde o estilo de decoração até camas com amortecedores que fazem qualquer um esquecer que está no ar.
Veja o caso do Gulfstream G550, por exemplo. É um jato sofisticado, que atinge 926 km/h e tem autonomia de 12 mil km - suficiente para atravessar o mundo sem reabastecer. Mas o que encanta nesse avião de US$ 50 milhões são as opções e os equipamentos disponíveis para torná-lo ainda melhor.
O guia de customização do G550 tem 40 páginas. É possível escolher cada detalhe do interior, da disposição e quantidade de poltronas ao tipo de louça que será usada nas refeições a bordo. Tudo isso é definido numa reunião do comprador com arquitetos e decoradores da Gulfstream, que desenham os layouts para preencher o interior do avião - que pode ter até quatro ambientes distintos, como quarto, escritório e sala de reuniões.
A aeronave também pode receber um sistema de comunicações, que acessa a rede Iridium (composta por 66 satélites). Isso permite usar o celular e navegar na internet em alta velocidade - 3,5 megabits por segundo. Perfeito para trabalhar.
Mansões aéreas 
Foto: Divulgação



Numa das versões de lay out do Boeing Bussiness Jet 2 é possível ter parte
do assoalho de vidro para ver os carros estacionados no compartimento de
carga.
Os fabricantes dão total importância ao luxo da cabine, muitas vezes com a assessoria de grifes consagradas. A Embraer, por exemplo, contratou o estúdio BMW Designworks para projetar o interior de suas aeronaves Phenom, que oferecem três opções de cabine elegantes e futuristas.
A BMW também trabalhou no projeto do Boeing Business Jet 2, que é ainda mais impressionante: tem três andares e nada menos do que 500 m² de área útil. Suas opções de customização são tão grandes que a Boeing oferece até uma versão com assoalho de vidro, para que os passageiros do jato possam ver os carros estacionados no compartimento de carga.
Mas nada se compara ao projeto executado pela empresa de customização Edése Doret: a pedido de um cliente que não quer se identificar, ela está transformando um Airbus A380 numa mansão sobre asas, com 900 m² de área útil.
São vários quartos, escritórios, salas de estar e jantar, e suíte presidencial com banheira de hidromassagem e cama com amortecedores, que permitirão ao dono dormir sem sentir as vibrações do avião. Essa customização, que ficará pronta em 2013, vai custar US$ 150 milhões (sem contar os US$ 325 milhões pelo avião em si).

 

 

Os melhores jatos particulares do mundo




  • O mais cobiçado Boeing Business Jet 2: com 93,27 m² e autonomia de vôo de até 10,5 mil km. US$ 72 milhões



  • A maior cabine O Lineage 1000 (Embraer) tem 115,7 m² e atinge até 890 km/h. US$ 49,25 milhões



  • O mais rápido Citation X (Cessna) pode chegar a 977 km/h, três vezes a velocidade de um F1. US$ 22 milhões


  • Maior autonomia O Global Express (Bombardier) pode ir de São Paulo a Londres sem escalas. US$ 45 milhões

Nenhum comentário: