sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Baladas de Barcelona

por Adriana Setti
Fonte: www.viajeaqui.abril.com.br/blog
Penelope: club em 4D, aaannn? (foto de divulgação)Penelope: club em 4D, aaannn?
Vários leitores deixam comentários em post antigos sobre a night de Barcelona perguntando se os lugares indicados ainda “valem”. E eu sempre respondo que sim, valem.
Para nós, brasileiros, isso parece estranhíssimo. Afinal de contas, no Brasil, com raras exceções (que pedalam muuuito para se reinventar loucamente e não deixar a peteca cair), o que é “in” hoje certamente será “out” muito em breve e não tardará em entrar para a história.
Pois a noite de Barcelona, que tem ótima reputação mundo afora, não é assim. É claro que novidades vão surgindo pouco a pouco e que alguns lugares vão entrando em decadência. Mas tudo acontece muito mais devagar.
Cheguei aqui há quase dez anos. Naquele passado distante, a La Terrrazza era the best. E quer saber? No verão a La Terrrazza ainda é a tal, com a diferença de que hoje em dia tem um ou dois concorrentes. O bom e velho City Hall, onde perdia a peruca no início da década passada? Ainda dá um belo caldo, com muita dignidade. Eu cansei desses lugares antes que eles cansassem de mim, incrível!
Bom, agora vamos às novidades. (Ou melhor, vão indo que eu acho que não vou não. Hoje em dia, para entrar numa disco sem um motivo muuuito especial, preciso tomar anestesia geral e ser reanimada lá dentro.):
Penelope
O club mais falado do momento ocupou o lugar da antiga Discothèque (dentro do Poble Español). A ideia é ser um club em 4D. Aannn? Segundo o proprietário, Eduardo Galeguillo, “a sala evolui na medida que a noite avança”. Annnn? Explico. São cinco telões móveis tridimensionais que “abraçam” a sala principal. Com um sistema de canhões de alta tecnologia, essas projeções podem ser vistas de qualquer lugar do estabelecimento, porque ao invés de estarem somente na horizontal, também estarão sobre as pessoas. E no auge da coisa, gogos ainda aparecem sei lá de onde para interagir com toda a parafernália. Não sei se entendi direito, mas acho que o negócio é contra-indicado para quem sofre de labirintite.
WIP
No Poble Nou, um novo espaço cultural chamado Work in Progress abriu suas portas recentemente com uma proposta de “Multiuse Art Space”. E terá noites de eletrônica experimental e otras cositas más. Eso me gusta!
O que vem por aí:
O Shôko, que já foi super pop mas anda meio cansado da batalha, abrirá um club tinindo de novo e com a mesma proposta nipo-sexy no novo hotel W. Promete bombar.


Nenhum comentário: